Campeonatos Nacionais de Rápidas em Almada

Realizou-se no dia 10 de Junho, em Almada, o Campeonato Nacional de Partidas Rápidas 2016/2017, por Equipas e Individual. Foi um dia intenso de xadrez, com um ritmo frenético de jogos (3 minutos com incremento de 2 segundos/KO), chegando alguns jogadores a efectuar 18 partidas no total das duas competições.

Na prova colectiva, realizada durante a manhã, foram 38 as equipas presentes nesta edição, com cerca de 170 jogadores em jogo. A prova individual, na parte da tarde, contou com 158 jogadores.

A nossa equipa foi constituída por Luís Botelho, Alexander Lehmann, André Simões e Tiago Pinho, e, com um elo médio de 1671 pontos, era a 24.ª equipa do ranking inicial. Mas jornada após jornada ficou demonstrado que o elo engana no Algarve, muito por falta de torneios homologados, e no final da prova o Loulé ++ ficou na 14.ª posição, a sua melhor classificação de sempre numa prova nacional. Destaque para a prestação do Tiago que com 6 vitórias e apenas 1 derrota foi o melhor quarto tabuleiro da prova, juntamento com o MF João Leonardo, da A.XAT.
O Futebol Clube Barreirense conquistou o título de Campeão Nacional de Rápidas, após terminar a prova invicto com 6 vitórias e 1 empate. Em segundo lugar ficou a Escola de Xadrez do Porto com 18 pontos, os mesmos que a Amadora Xadrez, terceira classificada.

Da parte da tarde jogou-se a competição individual. Por ser restrita a jogadores portugueses, o Alex não pôde participar, mas a comitiva algarvia recebeu o reforço de João Pacheco, da ADC Faro. Estiveram em prova 158 xadrezistas, dos quais 23 jogadores titulados que tornaram as 11 rondas da competição bastante renhidas. No final, a vitória sorriu ao MI Rui Dâmaso (FC Barreirense), seguindo-se o MF Luís Silva (CX A2D) e o GM António Fernandes (Individual).
O melhor algarvio foi João Pacheco que terminou em 15.º, com 7,5 pontos, destacando-se a vitória sobre o CM Pedro Rego (2281). A melhor Torre de Loulé foi o Tiago que terminou na 40.ª posição, com 6,5 pontos, após vencer, pela primeira vez, um Mestre Internacional (Luís Santos, 2325). Seguiu-se o Luís Botelho (52.ª posição, 6 pontos) que trouxe como cartão de visita o empate imposto ao novo Campeão Nacional, o MI Rui Dâmaso (2466). O André Simões também teve um excelente desempenho: sendo o 157.º do ranking inicial, terminou no 68.º lugar, também com 6 pontos.

Ver Fotos ++ Ver Resultados & Classificação

Comments are closed.