18 de Novembro: IV Open de Alte (FIDE SR)

18 de Novembro: IV Open de Alte (FIDE SR)

Está a chegar a edição desta temporada do Open de Alte, o evento mais antigo desde o ressurgimento do xadrez em Loulé, que começou ainda no tempo do Núcleo de Xadrez da Associação Cultural de Alte.

A primeira edição, em 2014, que foi simultaneamente o Campeonato Distrital Individual de Semi-Rápidas do Algarve, foi ganha por Tiago Pinho, actual xadrezista do Loulé ++, mas que à data representava o GDR Amigos de Urgezes.
Participaram 21 jogadores, todos residentes no Algarve. Classificação aqui.

Em 2015, ainda organizado pela AC Alte, o vencedor foi o MF Viktor Ulyanovskyy, em representação do FC Barreirense.
Participaram 23 xadrezistas, alguns dos quais visitantes, como a CMF Sara Monteiro, da ADRC Mata de Benfica, o MF Vasco Diogo, da AA Coimbra e o MN Carlos Carneiro, da AX Portugal. Mais informação aqui.

 

O ano passado, a prova foi novamente organizada pelo Amarildo Lima e seus pares, mas já sob a égide do Loulé ++.
O vencedor foi José Prata, do clube organizador, que se destacou entre os 23 participantes. A prova incluiu um almoço nos Aracnídeos Clube Motard, uma peça de teatro alusiva ao xadrez, castanhas assadas e serviu para a primeira assembleia geral da Associação de Xadrez de Faro em anos, na qual a AXAL, a ADC Faro e o Loulé ++ elegeram Carlos Fantasia Sousa presidente da direcção para o mandato 2016-2020. Mais informação aqui.

O objectivo desta edição é quebrar recordes: queremos ter o torneio mais participado de sempre e disfrutar do xadrez com amigos de outras paragens.

Para isso, temos à disposição uma casa com várias camas disponibilizada pela Junta de Freguesia de Alte e podemos transportar os interessados da estação de comboio / rodoviária / aeroporto para o local de jogo.

Se, como nós, pensas que é importante a modalidade ganhar novamente força no Algarve, vem jogar connosco!
Ficamos à tua espera!

SABIAS QUE:

  • Há cinco xadrezistas que jogaram as três edições até agora disputadas do Open de Alte? (Amarildo Lima, Bruno Martins, Cláudia Monteiro, Françoise Lima e Tiago Pinho)
  • Há uma pessoa que participou nas três edições até agora disputadas do Open de Alte, sempre com um estatuto diferente? (Carlos Fantasia Sousa foi o árbitro principal da 1.ª edição, o árbitro adjunto da 2.ª e jogador na 3.ª)
  •  Há dez xadrezistas que jogaram duas das três edições até agora disputadas do Open de Alte? (Jogaram a I e a II André Dionísio, António Martins, Gunter Diete, João Pacheco e Konstantin Von Gotzen; jogaram a II e a III Luís Botelho, José Prata, Marcos Dias, Paulo Xavier e Ricardo Boto)
  • Os três clubes com a sede mais distante de Loulé que tiveram um jogador a participar no Open de Alte são: o GDR Amigos de Urgezes (Cláudia Monteiro e Tiago Pinho na I edição); a Associação Académica de Coimbra (MF Vasco Diogo, na II edição) e a AX Portugal (MN Carlos Carneiro, II edição).

 

Este ano, pela primeira vez, o IV Open de Alte integra o Circuito Nacional de Partidas Semi-Rápidas da Federação Portuguesa de Xadrez e os resultados serão homologados para elo FIDE. A prova insere-se também no II Circuito de Xadrez do Município de Loulé.

Com início às 10:00 horas, será disputado na Escola Profissional Cândido Guerreiro, em Alte, e será constituído por 7 sessões de 15 minutos com 10 segundos de incremento. O encerramento está previsto para as 19:00 horas. Os resultados serão homologados para o ranking de partidas semi-rápidas da FIDE.

Taxa de inscrição até 12 de Novembro:

Geral: € 5 | Sub-16 e sócios Loulé ++: € 3

após 12 de Novembro, a taxa sofre um agravamento de € 2.

Prémios:

1.º - € 150; 2.º - € 100; 3.º - € 80; 4.º - € 70; 5.º - € 50; 6.º ao 10.º - € 30; 11.º ao 20.º - € 10

Troféus para os três primeiros classificados, bem como para os vencedores dos escalões Veteranos, Femininos, Local, Sub-14, Sub-12 e Sub-10. Prémios de participação.

Almoço disponível mediante inscrição (€ 6) - caldo verde, grelhados e uma bebida.

 

A uma semana do evento, temos 37 jogadores inscritos. Já é praticamente certo que vamos passar a meta dos 40 xadrezistas e que este será o torneio com resultados homologados na FIDE mais participado dos últimos anos no Algarve!

Obrigado por nos ajudarem a recuperar a tradição do Xeque-Mate na região em que o jogo, no longínquo século VIII, fez a sua entrada no território que agora é Portugal.

Ver lista de inscritos aqui.

Comments are closed.